CNJ vai apurar supersalários de magistrados

Publicado em 21/08/2017

A revelação de que 84 juízes de Mato Grosso receberam, em julho, mais de R$ 100 mil nos contracheques terá efeito colateral em todos os tribunais do país. O Conselho Nacional de Justiça determinou que todas as cortes enviem folhas de pagamento de cada juiz e desembargador entre janeiro e agosto de 2017, incluindo “verbas especiais de qualquer natureza”. Isso deve ser feito em dez dias úteis, sob pena de abertura de correição especial.

Segundo a presidente do CNJ e do Supremo, ministra Cármen Lúcia, o conselho criará um site aberto para quem quiser consultar remunerações. A medida foi tomada após o jornal O Estado de S.Paulo revelar que um só juiz mato-grossense ganhou R$ 503,9 mil no mês passado. O corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, abriu processo administrativo para suspender pagamentos de passivos no estado.

---

Sinjufego com as informações da Conjur