Governo já admite adiar para fevereiro a votação da Reforma da Previdência

Publicado em 11/12/2017

Compartilhe

--

Informação é do jornal O Dia que circulou neste domingo (10/12). Segundo esse diário o Governo ainda não possui neste mês de dezembro os votos necessários para aprovar na Câmara a PEC 287/2016. O fisiologismo será intensificado no período de recesso parlamentar com ação mais agressiva do Governo sobre os deputados indecisos. 

--

Brasília - Apesar do discurso em uníssono do presidente Michel Temer e da base de que a reforma da Previdência será votada entre os dias 18 e 22, o Governo trabalha nos bastidores com um plano B. Fato é que os votos pró-reforma estancaram na casa dos 270 e são ínfimas as expectativas de alcançar os 308 necessários para aprovar a PEC. 

Para evitar derrota no plenário e desgastes, o Planalto já admite postergar a votação para fevereiro e, durante o recesso, intensificar as propagandas e o “toma lá, dá cá” com deputados. 

--

Sinjufego