Rodrigo Maia foi reeleito presidente da Câmara com o compromisso de aprovar as reformas previdenciária e trabalhista

Publicado em 03/02/2017

Com rolo compressor de uma maioria parlamentar na Câmara dos Deputados, o cenário indica a aprovação da PEC 287/2016 ainda neste semestre

O deputado Rodrigo Mais (DEM/RJ) foi eleito na tarde desta quinta-feira (2), para um mandato de dois anos na presidência da Câmara dos Deputados. O parlamentar contou com o apoio de 293 deputados.

A eleição de Maia agrava o cenário desfavorável aos trabalhadores, na Câmara dos Deputados. Subserviente ao Planalto, o deputado já anunciou que pretende votar as reformas trabalhista e previdenciária ainda no primeiro semestre deste ano.

Em entrevista coletiva logo após o resultado da eleição, Maia anunciou para a próxima semana a instalação da Comissão Especial que vai analisar a PEC 287/16, apontando tendência de que o presidente seja o deputado Sérgio Sveiter (PMDB/RJ) e o relator, Arthur Oliveira Maia, do PPS baiano.

A voracidade do governo nas reformas é tamanha que Rodrigo Maia foi além e anunciou Rogério Marinho (PSDB/RN), como possível relator da reforma trabalhista. A Comissão especial que vai analisar a proposta também será instalada na próxima semana.

---
Com informações da Fenajufe