logotipo superior azul

Sinjufego obtém no TCU efeito suspensivo de desconto que prejudicava aposentada

foto TCU tb 

No inicio do corrente ano uma filiada aposentada foi notificada da existência do Acórdão 13.925/2019 do TCU, o qual considerou irregular o seu ato de aposentadoria, sob o entendimento de que estaria vedado o pagamento da vantagem denominada “opção” oriunda do art. 2º da Lei nº 8.911/1994, aos servidores que implementaram os requisitos de aposentadoria após 16.12.1998, data de publicação da Emenda Constitucional nº 20, que limitou o valor dos proventos à remuneração do cargo efetivo no qual se deu a aposentadoria”. 

E em virtude dessa notificação, a rubrica “opção” que a referida servidora vinha recebendo foi excluída de seus proventos de aposentadoria.

Em razão da referida notificação, bem como em virtude da exclusão da referida rubrica, o SINJUFEGO, por meio de uma de suas assessorias jurídicas, o IUNES ADVOGADOS, interpôs recurso administrativo junto ao TCU em nome da referida servidora, questionando a decisão administrativa materializada no Acórdão 13.925/2019 do TCU, pedindo inclusive que fosse atribuído efeito suspensivo visando suspender os efeitos daquela decisão enquanto não fosse julgado o recurso.

A boa noticia é que o referido recurso em sede de juízo de admissibilidade foi recebido pelo Relator, que inclusive atribuiu efeito suspensivo a ele, para suspender os efeitos do Acórdão 13.925/2019 do TCU.

E em razão desse efeito suspensivo, a referida servidora aposentada, enquanto não for julgado o caso definitivamente no TCU, receberá a rubrica “opção” que havia sido suprimida de seus proventos de aposentadoria.


Sinjufego com informações do Iunes Advogados

 Endereço: Rua 115, Qd. F-36, Lt. 86, nº 662, Setor Sul, Goiânia-GO, CEP: 74.085-325
Telefone: (62) 3942-0641 || E-mail: sinjufego@sinjufego.org.br
Google Maps - Localização